Ela é formada por dois átomos de hidrogênio, mais um átomo de oxigênio.
Pode-se afirmar que tem em seu trajeto, a capacidade de ser “carregada” com vários tipos de energias sutis que ficam armazenadas em suas moléculas.
A água também é capaz de manter as energias sutis de uma medicação homeopática, dos florais e oligoelementos. Estes são um conjunto de elementos químicos inorgânicos necessários aos seres humanos em pequenas quantidades. Na homeopatia e na oligoterapia ( medicina alternativa que trata de doenças físicas e psíquicas em nível molecular), existem situações em que a água não contém mais molécula alguma do princípio ativo, porém, mantém o efeito do medicamento registrado em suas moléculas.
Alimentos aquecidos em forno de microondas, fazem com que as pessoas tenham maior tendência ao refluxo, problemas nervosos e sono irregular, que seriam provocados pela hiperacidez da água associada a outros fenômenos eletromagnéticos.
A água pode ser um veículo de transporte de materiais tóxicos como metais, que mesmo em pequenas quantidades, ficam armazenados cumulativamente em vários locais em nosso organismo. A água leve, deficiente da quantidade de cálcio, magnésio e micronutrientes é ácida e assim, consegue deslocar vários tipos de metais dos encanamentos galvanizados e das soldas, tornando-se carregada de metais tóxicos.
Através de uma análise radiestésica, é possível detectar esses elementos que causam tantos danos ao nosso organismo.
No próximo artigo serão abordados outros aspectos importantes para a Radiestesia.
%d blogueiros gostam disto: